A ARCA - A arte em ser do contra!
 
Menu du jour! Tutu Figurinhas: o nerd mais bonito e inteligente dessas paragens destila seu veneno! GIBI: Histórias em Quadrinhos, Graphics Novels... é, aquelas revistinhas da Mônica, isso mesmo! PIPOCA: Cinema na veia! De Hollywood a Festival de Berlim, com uma parada em Nova Jérsei! RPG: os jogos de interpretação que, na boa, não matam ninguém! ACETATO: Desenhos animados, computação gráfica... É Disney, Miyazaki e muito mais! SOFÁ: É da telinha que eu estou falando! Séries de TV, documentários... e Roberto Marinho não está morto, viu? CARTUCHO: Videogames e jogos de computador e fliperamas e mini-games e... TRECOS: Brinquedos colecionáveis e toda tranqueira relacionada! Tem até chiclete aqui! RADIOLA: música para estapear os tímpanos! Mais informações sobre aqueles que fazem A Arca Dê aquela força para nós d´A Arca ajudando a divulgar o site!
Artigo adicionado em 11/10/2006, às 11:11

A GERAÇÃO B DOS HERÓIS DE DESENHOS ANIMADOS DOS ANOS 80
Com certeza você já viu algum deles! 🙂

Por
Thiago "El Cid" Cardim


Ah, a doce infância dos anos 80 e suas lembranças maravilhosas. Aquelas intermináveis manhãs à frente da televisão, curtindo os melhores desenhos animados que o Xou da Xuxa, o Clube da Criança, a Mara Maravilha, o Bozo, Sérgio Mallandro e outras pérolas da nossa telinha brazuca podiam oferecer. He-Man, Thundercats, She-Ra, Transformers, Comandos em Ação, Caverna do Dragão, Tartarugas Ninja e tantos outros heróis animados de ação se tornaram rapidamente clássicos absolutos para uma legião de marmanjões hoje na casa dos 20/30 anos, aqueles mesmos que ainda ouvem Trem da Alegria e Balão Mágico naquelas bizarras festas temáticas aqui e ali.

Mas…em algum lugar entre os planetas de Etérnia e Cybertron, um verdadeiro universo de ooooooooooutras atrações também se dividia entre Globo, SBT e afins e fazia a cabeça da molecadinha. Nós temos certeza que, embora você talvez não se recorde dos nomes de todos estes desenhos, você vai acabar se recordando deste ou daquele herói mais obscuro que você adorava. Nós garantimos. Prepare-se para uma viagem no tempo rumo aos anos 80 da animação heróica:

::: SILVERHAWKS
Ano: 86/87 (65 Episódios)
História: Liderados pelo comandante Stargazer e pelo incansável Quicksilver e seu Falcão Biônico, os Silverhawks são uma espécie de patrulha da galáxia, ciborgues capazes de voar pelo cosmos a partir de seu QG, o Ninho dos Falcões. Em sua saga para defender o universo das forças do mal, sempre cruzam o caminho do abominável Monstro Estelar e seu bando de criaturas mutantes, que buscam a dominação das estrelas.
Comentário: Produzida pela mesma Rankin Bass/Productions dos Thundercats, esta série pode ser entendida como um genérico dos felinos de Thundera, mas sem o mesmo carisma e sem os roteiros aprimorados de seu irmão mais velho. Todos os personagens são variações dos estereótipos vistos em Thundercats – incluindo os inseparáveis irmãos SteelHeart e SteelWill (versão mais velha de WillyKit e WillyKat) e principalmente o vilão, cuja transformação era praticamente idêntica a do Mumm Ha. Mas não dá para negar: o coronel Bluegrass e seu jeitão de caubói, tocando guitarra enquanto pilotava a nave, era mesmo fantástico! 🙂
Abertura: Assista Aqui.

::: BRAVESTARR
Ano: 87/89 (65 Episódios)
História: Misturando ficção científica e faroeste, somos apresentados ao século XXIV. Bem-vindo à cidade (ou seria planeta?) de New Texas, onde a lei é o xerife Marshal Bravestarr – um indígena que pode invocar poderes totêmicos como a força do urso, os olhos do falcão, a velocidade do puma e os ouvidos do lobo. Ao lado de seu fiel escudeiro, o cavalo ciborgue Trabuco (que se transformava e ficava de pé sobre as patas traseiras, sempre com um enorme canhão energético de prontidão), enfrentava a quadrilha de Tex-Hex, um bandidaço que estava de olho nas fartas reservas do valioso minério Kerium.
Comentário: Produção da Filmation, a mesma de He-Man e She-Ra. Assim como seu parente de Etérnia, a animação do desenho tinha muitos altos e baixos. E as tramas não eram das melhores, há de se convir. Mas o Trabuco é, sem sombra de dúvidas, um dos personagens mais marcantes desta geração de animações – em especial por conta da fantástica dublagem de Paulo Flores.
Abertura: Assista Aqui.

::: GALAXY RANGERS
Ano: 86/89 (65 Episódios)
História: Em 2086, dois alienígenas chegam a Terra em busca de ajuda. Como agradecimento pelos préstimos dos terráqueos, os aliens entregam a chave para que nosso planeta desenvolva a tecnologia do propulsor espacial. Podendo viajar para qualquer lugar do universo, seria necessário criar uma tropa que tomasse conta destas fronteiras – e eis que surgem os Galaxy Rangers, caubóis intergalácticos liderados pelo Capitão Foxx e que possuem implantes neurais que lhes dão habilidades muito especiais.
Comentário: Um dos meus desenhos favoritos – e sei que também é o de muita gente da minha idade, apesar de não ter obtido tanto sucesso quanto “He-Man”, “Thundercats” e afins. A Tokyo Movie Shinsha foi buscar inspiração nos desenhos animados japoneses para “Galaxy Rangers”, que tinha doses de ação e violência incomuns para os desenhos norte-americanos da época. E sinceramente: quem não queria ser como o rebelde Shane?
Abertura: Assista Aqui.

::: DINOSAUCERS
Ano: 87 (65 Episódios)
História: Duas diferentes raças de seres evoluídos dos dinossauros saem de seu planeta-natal, Reptilon, e acabam indo parar em um pequeno planetóide azul em outra dimensão, onde vão continuar sua guerra (ah, vá!). Já aqui na Terra, os bondosos Dinosaucers (liderados pelo sempre presente Allo) se tornam amigos de um quarteto de adolescentes, capitaneados pelos irmãos Ryan e Sara Spencer, que vão ajudá-los a combater os terríveis Tyrannos, comandados por Genghis Rex.
Comentário: O grande problema de “Dinosaucers” era que a série era muito mais de humor do que de ação – e a graça dos diálogos e roteiros era muitas vezes questionável, mesmo para uma criança. Destaque para os personagens Bonehead e Quackpot.
Abertura: Assista Aqui.

::: SECTAURS
Ano: 86 (5 Episódios)
História: Em algum lugar no tempo e no espaço, existia um planeta chamado Symbion, no qual os seres evoluíram diretamente dos insetos para os mamíferos. O Príncipe Dargon, líder do pacífico Reino da Luz, e seus aliados estão em conflito com as forças da temível Imperatriz Devora, do Império das Trevas, pela conquista das Colméyas – fortalezas de uma civilização antiga que guardavam o segredo para o poder supremo. Cada personagem tinha um “elo telepático” com uma criatura insetóide da raça dos…Insetóides (uau, hein?).
Comentário: Um dos desenhos mais lembrados pela garotada oitentista e que menos informações oferece na internet para os saudosistas, na verdade “Sectaurs” começou como uma série de brinquedos da Coleco, que geraria uma mini-série animada em cinco capítulos. E é só isso. Os personagens eram bem interessantes – mas os bonecos articulados, lançados inclusive no Brasil, não foram exatamente um sucesso porque até os heróis tinham um aspecto meio ameaçador demais…
Abertura: Assista Aqui.

::: GOBOTS
Ano: 84 (66 Episódios)
História: Duas forças opostas de robôs que têm a habilidade de se transformar saem de seu planeta-natal, Gobotron, e continuam sua guerra na Terra: os heróis Guardiões (liderados pelo Leader-1) e os terríveis Renegados (sob o comando de Cy-Kill). Parece familiar?
Comentário: Estranhamente transmitida pela mesma emissora dos Transformers, a Globo, “Gobots” é uma tenebrosa série animada da Hanna-Barbera inspirada nos bonecos da americana Tonka – que fez os brinquedos para embarcar na onda de seus “primos” de Cybertron e que, anos mais tarde, acabou sendo comprada pela mesma Hasbro dos Transformers. As duas únicas diferenças mais palpáveis eram: 1) os Gobots não tinham nenhuma diferenciação visível de quem eram os heróis ou vilões, diferente das insígnias dos Autobots e Decepticons; e 2) todos os robôs, sem exceção, podiam voar.
Abertura: Assista Aqui.

::: M.A.S.K.
Ano: 85/86 (75 Episódios)
História: Enquanto investigava o misterioso desaparecimento de sua amada esposa, o multimilionário Matt Trakker descobre uma organização criminosa internacional chamada V.E.N.O.M.(Vicious Evil Network Of Mayhem). Assim sendo, ele usa seus recursos para reunir alguns amigos que, assim como ele, possuem talentos extraordinários e cria a M.A.S.K.(Mobile Armoured Strike Kommand). Com seus veículos maravilhosos, as duas equipes se enfrentam sempre – já que V.E.N.O.M. quer conquistar o mundo e o M.A.S.K. deseja impedi-los. “Computador, por favor, mostre os agentes da M.A.S.K. mais indicados para esta missão”, dizia Trakker ao seu equipamento mega-avançado.
Comentário: Também surgida a partir de uma série de brinquedos, “M.A.S.K.” teve, depois dos 65 episódios de praxe, mais 10 episódios de uma segunda temporada cujo conceito eram disputas de corridas entre as duas organizações em diversas localidades ao redor do planeta.
Abertura: Assista Aqui.

::: THUNDARR, O BÁRBARO
Ano: 80/82 (21 Episódios)
História: Em um futuro pós-apocalíptico, a Terra se transformou em um território tóxico e deserto, disputado por magos e bárbaros, em cujas ruínas era possível reconhecer o que restou de cidades como Nova York e Washington. A Lua se dividiu em dois pedaços, que continuam orbitando o nosso planeta. O clima mudou. Nossa sociedade também. E neste contexto, surge o herói musculoso Thundarr, que combate o mal andando a cavalo ao lado de seus fiéis companheiros, a feiticeira Ariel e o monstruoso Ookla.
Comentário: Divertida produção da Ruby-Spears Productions, a série foi concebida por Steve Gerber, o criador do infame personagem de quadrinhos Howard, o Pato, em parceria com o veterano Mark Evanier (parceiro habitual de Sergio Aragonés). Os colegas Roy Thomas e Gerry Conway chegaram a contribuir com roteiros para “Thundarr”, enquanto o mestre Jack Kirby trabalhou como designer de produção e Alex Toth (criador do Space Ghost) foi o responsável pelo layout dos personagens principais. Só por estas credenciais, já vale à pena.
Abertura: Assista Aqui.

::: INUMANÓIDES
Ano: 86 (13 Episódios)
História: O Earth Corps, um time de cientistas especializados em exploração subterrânea, fazem apenas o seu trabalho – mas isso muda quando uma horda de monstros das profundezas chamados Inumanóides (cujo principal representante é o terrível monstro de chamas e lava conhecido como Metlar), contando com a ajuda de um humano corrupto e ambicioso de nome Blackthorne Shore, chegam à superfície em busca de vingança. Contra esta ameaça, vai caber aos membros da Earth Corps a missão de combater, usando suas modernosas armaduras e contando com a ajuda de seres elementais conhecidos como Mutores.
Comentário: Outra propriedade da mesma Hasbro de “Transformers” e “Comandos em Ação”, os “Inumanóides” não começaram como um desenho animado tradicional com episódios de 22 minutos, mas sim com seis curtas-metragens que formavam um longa metragem e eram exibidos dentro do bloco norte-americano conhecido como “Super Sunday”, ao lado de personagens da Marvel e colegas como “Jem e os Hologramas”. Digamos que até que era bacana nos primeiros episódios, mas logo acabou perdendo a força e entregando-se aos clichês babacas do gênero.
Abertura: Assista Aqui.

::: JAYCE E OS GUERREIROS DO ESPAÇO
Ano: 85 (65 Episódios)
História: Conheça Jayce, filho de Audric, e sua jornada para reencontrá-lo. Audric era um botânico que fez diversos experimentos com biotecnologia – e um deles se tornou uma jovem garota humanóide de nome Flora. O cientista também criou um grão milagroso que pode crescer em qualquer ambiente e acabar com a fome em toda a galáxia. No entanto, um acidente acaba transformando a tal planta em um maligno ser consciente chamado Saw Boss, transformando ainda outras plantas ao seu redor em criaturas similares, em um coletivo chamado de Monster Minds. Uma das habilidades destes vilões era justamente se transformar em veículos orgânicos. Prestes a criar uma raiz mágica que poderia acabar com estes monstros, Audric é obrigado a fugir – e fica com metade da raiz, enviando a outra para seu filho Jayce. Agora, ao lado da chamada “Lighting League” (o mago Gillian, o pirata espacial Herc Stormsailor, a armadura viva Oon, a menina Flora e o peixe voador Brock), Jayce vai navegar pelo espaço em busca de seu pai.
Comentário: Campeã da categoria “gostava de um desenho assim-e-assado mas não lembro do nome”, esta série animada era de propriedade da Mattel, e foi produzida pela Sabban Entertainment para a DIC Entertainment. A produção era de um certo J. Michael Straczynski – criador de “Babylon 5” e atual roteirista dos gibis do Homem-Aranha. Era, no mínimo, muito interessante. Dos favoritos do Fanboy, aliás.
Abertura: Assista Aqui.

::: FILMATION’S GHOSTBUSTERS
Ano: 86/88 (65 Episódios)
História: Jake, Eddie e Tracey, o Gorila, são os Caça-Fantasmas – cujo quartel-general é uma mansão mal-assombrada chamada Ghost Command. O trio é ajudado por uma série de insanos personagens secundários, como Ansa-Bone, o telefone esquelético falante; Skelevision, a televisão esquelética falante; Belfrey, o morcego cor-de-rosa; e Ghost Buggy, seu carro falante. Seu principal inimigo é o mago do mal chamado Prime Evil – que, diretamente da quinta dimensão, abre as portas para a Terra e tenta conquistar o mundo.
Comentário: A confusão envolvendo o nome (que, como você deve ter percebido, é o mesmo do filme com o Geléia e companhia e da subseqüente série animada) começou em 84, quando a Columbia Pictures lançou o filme “Caça-Fantasmas” em 1984, negligenciando o fato de que a Filmation já tinha produzido uma série cômica com atores com o mesmo nome em 75. A Filmation processou a Columbia em 85, e como parte do acordo, o desenho animado da Columbia baseado no filme de sucesso teria que ser chamado “The Real Ghostbusters”. No fim das contas, o desenho com o gorila acabou sendo baseado na série de 75, inclusive com dois personagens que seriam filhos dos originais. Para os desavisados, vale avisar que os “Caça-Fantasmas” da Filmation tinham muito mais elementos de ficção científica e fantasia – e um tipo de humor mais escrachado e sacana.
Abertura: Assista Aqui.

::: TURBO TEEN
Ano: 84 (12 Episódios)
História: A história gira em torno de Brett Matthews, um adolescente do tipo Marty McFly que, durante uma tempestade, perde o controle do carro e bate em um laboratório secreto do governo. Lá, ele e seu carro vermelho são expostos a uma fusão molecular – e Brett ganha a habilidade de, quando exposto ao calor, se transformar LITERALMENTE no carro. E quando exposto ao frio, ele retoma sua forma humana. E começa a combater o crime. E é isso. Já chega, ok?
Comentário: Produzido pela Ruby-Spears Productions e também contando com alguns designs de Jack Kirby, “Turbo Teen” é considerado por muitos como o pior desenho animado da história. Fica meio óbvio que era apenas e tão somente uma tentativa de emular e/ou capitalizar o sucesso crescente da série “Super Máquina”.
Abertura: Assista Aqui.

::: POLE POSITION
Ano: 82/86 (13 Episódios)
História: “Pole Position” é o nome de uma agência secreta liderada pelo Dr. Zachary Darrett e na qual trabalham como agentes seus sobrinhos adolescentes, Dan e Tess Darrett, além das duas inteligências artificiais instaladas em seus carros, Rodão e Wheels. Em suas investigações ao redor do país, eles usam um show de malabarismos automobilísticos como disfarce.
Comentário: Inspirado no videogame de mesmo nome, “Pole Position” é uma das lembranças mais gostosas da minha infância, especialmente pela deliciosa música de abertura e também pelas tramas rocambolescas – que misturavam a velocidade de “Speed Racer” com as investigações do “Scooby-Doo” e o ar cool da “Super Máquina”.
Abertura: Assista Aqui.

::: CENTURIONS
Ano: 85/87 (65 Episódios)
História: Em um futuro próximo, o gênio maligno (e ciborgue de plantão) Doc Terror planeja conquistar a Terra com seu exército de andróides e planos mais intrincados que os do Cebolinha. Para combatê-lo, os terráqueos podem contar com um trio de heróis conhecidos como Centurions – que vestem exoesqueletos especiais com possibilidade de acoplamento de diversas armas de última geração, teletransportadas especialmente para eles de acordo com cada missão depois que os sujeitos gritam “Força Extrema!”. Os Centurions são: Max Ray, comandante de operações marítimas; Jake Rockwell, especialista em operações terrestres; e Ace McCloud, expert em operações aéreas. Sua base fica na estação espacial Sky Vault, comandada pela esperta Crystal Kane – e que conta ainda com a companhia do cachorro Shadow e da orangotango Lucy (?).
Comentário: Outra produção da Ruby-Spears, animada no Japão pela Sunrise, “Centurions” começou como uma mini-série em cinco capítulos, mas depois se tornou um seriado com 60 episódios. Bacaninha, até. O Max Ray tinha um ar meio Mentor, do “He-Man”, que o transformava automaticamente em meu personagem favorito.
Abertura: Assista Aqui.

::: GALTAR E A LANÇA DOURADA
Ano: 85 (21 Episódios)
História: Em um mundo de ambientação “fantasia + ficção científica”, somos apresentados ao guerreiro platinado altar e sua poderosa lança dupla, em busca do déspota Tormack, responsável pela morte de seus pais. Em sua busca, nosso herói recebe a ajuda da bela princesa Goleeta e seu irmão telecinético Zorn – uma dupla que também tem suas contas para acertar com Tormack, já que o vilão roubou o mágico escudo dourado da moça Por falar nesta arma, vale lembrar ainda que o próprio Tormack está de olho na lança dourada de Galtar, já que “escudo + lança = poder máximo”.
Comentário: Uma das primeiras produções “fantásticas” da Hanna-Barbera, “Galtar” tinha aquela típica animação do estúdio – beeeeeem irregular – e roteiros rasteiros que muitas vezes apelavam para a solução mais banal e infantil. Não lembra? Não ta perdendo muita coisa…
Abertura: Estranhamente, é o único que não tem vídeos disponíveis na internet – nem no You Tube! Sacrilégio!

E MAIS – Relembre com a gente também:
CAVALEIROS DA LUZ MÁGICA | SPIRAL ZONE | CAVALO DE FOGO | SEIS BIÔNICOS | CAPITÃO N

:: RUNAWAY BRAIN: o curta-metragem esquecido do Mickey Mouse
:: FANTASTIC FOUR - WORLD'S GREATEST HEROES: os três primeiros episódios!
:: OS SUPREMOS - O FILME: "desultimatezaram" os Vingadores?
:: CAVALEIROS DO ZODÍACO: O FILME - PRÓLOGO DO CÉU: evolução é tudo!
:: A GERAÇÃO B DOS HERÓIS DE DESENHOS ANIMADOS DOS ANOS 80
>> Mais materias AQUI!

Quem Somos | Ajude a Divulgar A ARCA!
A ARCA © 2001 - 2007 | 2014